Novo golpe na Novo Rio

No rápido fim de semana que passei no Rio, esta semana, pude constatar mais uma malandragem no Terminal Rodoviário Novo Rio, mais precisamente no guichê da Viação 1001. Estava ali para comprar uma passagem para Iguaba, por volta de 18h30m de sexta-feira, horário pra lá de complicado. Eram umas 100 pessoas na fila, cenário perfeito para os malandros atacarem. 

Enquanto aguardava, um rapaz que estava ao lado (era fila caracol), muito suspeito, me aborda de repente como se fosse um agente secreto: “Macaé? Macaé?”. Tomei o inicial susto pelo inesperado e respondi que não, naturalmente. Então, sem pestanejar, ele saiu de seu lugar e foi para outro, como se não quisesse despertar suspeitas. Passei a prestar atenção e vi que várias outras pessoas repetiam o ritual em diferentes pontos da fila, cada um oferecendo um destino diferente. Guardas da rodoviária percebiam a ação e tentavam expulsar o pessoal. Em vão. Eles saiam, davam meia volta e voltavam a coagir. 

Pelo esquema abusivo pensei em se tratar dos topiqueiros irregulares. Até que um passageiro aceitou a sedução.  E o malandro garantiu em voz alta. “Pode chegar, parceiro, não é Topic não, é ônibus da 1001 mesmo”, garantiu. Bingo! Um golpe nas dependências da parte lesada. Eis que veio a explicação de um passageiro à minha frente. “Isso é o seguinte. É o pessoal que não consegue gastar o Rio Card (vale transporte eletrônico) durante o mês e com o que sobra, compra passagens para revender na fila”, explicou. Confirmei, mais tarde, a história com os motoristas da empresa. 

Bom, nem parece tão grave, mas golpe é golpe. E da forma clandestina como é aplicado, é bom abrir o olho. Reparando bem, notei que a rapaziada parecia agir em nome de um só, pois se comunicavam a todo momento, inclusive com rádios. Esquema profissional. E outra, se eles não conseguem vender as passagens, alguém vai ficar sem viajar, não? E vai saber se não tem esquema de “lavagem” de Rio Card na parada, esquema na própria empresa … Não custa se ligar …

Anúncios

8 Respostas to “Novo golpe na Novo Rio”

  1. Rodrigo Says:

    Nas entradas das estações de metrô ambulantes com pinta de cambistas vendem bilhetes do metrô (impessoais) comprados com RioCard. E compram também cartões RioCard de trabalhadores que não os utilizam. E na compra, o vendedor leva um bilhete descarregado.

    E isso vem desde o tempo em que o vale-transporte de papel valia tanto quanto dinheiro em pequenos mercados, açougues e padarias.

    Lá em Santa Cruz era – e continua sendo – assim…

  2. camilla Says:

    interesante analisar essa venda de bilhetes das linhas…sempre rolou com de papel dentro da cidade…acho que em todo lugar tem…não sei como funciona exatamente agora com cartão….as pessoas correm o risco de ficar sem passagem? é entre cidades a rota?

  3. camilla Says:

    tô ficando analfabeta de tanto receber mensagem com erro de português….

  4. Marcelle Says:

    A polícia já foi em cima, pegou uns dois ou três, deu na TV, mas tudo segue como antes. Afinal, são enquadrados em crime contra a economia popular. Ou seja, não dá em nada.
    A novidade pra mim é: como assim veio ao Rio e não avisou?

  5. Ida Says:

    Não tem essa de “não conseguir gastar”.
    O cara informa, onde trabalha, um trajeto/tarifa maior do que a que realmente utiliza.
    E, se pega carona, sobra crédito, claro (bora combinar: carona é tudo de bom!). A opção é pedir para o RH suspender temporariamente o fornecimento do benefício.
    A maioria esmagadora das empresas onde não há fiscalização na utilização são.. são… públicas.
    Eu conheço gente advertida pelo mau uso do cartão, conheço quem fiscalizou – e tornou-se odiado pelos colegas – e sei de empresa que reduziu em 40% a despesa com transporte.

    Mas… o mundo é dos iixxxpertos, o jeitinho brasileiro…

    Chega.

  6. Ve Says:

    Taí a prova do mau amigo…tu vem pro Rio e parte pra IGUABA??? iaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa

  7. Ve Says:

    Ah, e malandros atacarem??? malandro por malandro sou mais tu!!! saudadesssssssssssssssssss

  8. Fernando Rodrigues Says:

    fui várias vezes abordados por esse pessoal, na 1001 vc não precisa mostrar a identidade para provar que vc é a mesma pessoa.
    o preço e até 20% mais barata.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: