Pobre imprensa brasileira …

Não queria falar sobre sucessão presidencial, mas os últimos fatos andaram motivando-me a opinar. Não o caso Erenice Guerra e família, fato grave, que requer investigação e, caso comprovado, punição a seus membros. Mas a grita em torno da tal ameaça a liberdade de imprensa, fato que a oposição credita ao atual governo e ao próximo, se houver a continuidade. 

A divulgação das supostas nebulosas negociações que ocorreram no andar da Casa Civil, como já disse, precisam vir à tona para que haja a devida apuração. Mas a leitura atenta desse enredo nos grandes periódicos mostra um lead bem menos impressionante. O de associar a campanha da candidata da situação com os feitos do sinistro gabinete. Motivo: a acusada é fiel escudeira da postulante ao cargo máximo executivo. O que é mais importante? A denúncia, ou essa suposta associação?

O que fazemos quando descobrimos que uma pessoa próxima apresentou um desvio ético ou de caráter? Eu vou procurar manter a distância dali em diante. Mas não posso ser responsabilizado da mesma forma apenas por manter laços de cordialidade ou amizade. 

E onde entra o assunto deste post? Uma frase de um adolescente bem nascido e criado, que foi comentada por uma antenada jornalista e amiga minha. Ele perguntou à mãe com a revista Veja na mão: “não é estranho uma revista dar duas capas sucessivas contra o governo tão próximo das eleições?”, indagou. 

É sim, caro filósofo. Será mesmo que os jornalões e revistas estão a serviço da democracia com essas denúncias bombásticas, ocorridas bem antes do início do pleito sucessório? Por que não o fizeram antes? E de repente várias testemunhas aparecerem dispostas a entregar o suposto esquema? A troco de que? 

Nelson Tanure, no auge de sua cara de pau, usou um argumento para justificar a mudança radical que implementou no seu (?) Jornal do Brasil. “É difícil um jornal sério dar lucro neste país”. A frase bem que faz sentido em outro contexto. A principal receita de um jornal independente está mais na vendagem nas bancas e assinaturas do que no comercial. Esse é o preço da credibilidade. 

E são justamente esses jornalões a serviço dos anunciantes que se assustam e gritam em seus editoriais acusando a turma vermelha do PT de querer dissolver a liberdade de imprensa, baseada na declaração editada de seu principal líder. Que liberdade, cara pálida? Liberdade é publicar os fatos como eles são e não manipulá-los na forma como a parte interessada quer. E isso é perfeitamente visível quando pegamos várias publicações e vemos as mesmas notícias estampadas, cada uma, de um jeito. Mas eles não têm muita saída. É o anunciante quem manda …

Ninguém quer, pelo menos eu não, ver uma imprensa de amarras como já vimos em passado não muito distante. E a questão não é essa. O debate é para que haja uma imprensa justa, imparcial e colaborativa. Não alardeante.

Anúncios

7 Respostas to “Pobre imprensa brasileira …”

  1. Rodrigo Rozendo Says:

    Centrado, equilibrado, apartidário, coerente, lúcido, educado, comportado e imparcial.

    Assim queremos ver a imprensa. Assim são os textos sob a tarja preta.

    Esse é o Rosa, meu ‘cumpadi’; meu ídolo!

  2. Ana Lemos Says:

    Pelo que entendi então, caberia a imprensa fechar os olhos para toda e qualquer cafagestada que ocorra perto das eleições né? Sob pena de ser taxada de “golpista”.
    Quer saber? Não me interessa muito saber qual foi a motivação (nobre ou não) do jornalista que fez a(s) matéria(s). Aliás, pelo que tenho percebido a motivação dos jornalistas nunca é nobre mesmo.
    Melhor a denuncia, mesmo que paga, mesmo que suja, do que o presidente dizer que não precisamos mais de formadores de opinião.

    =(

  3. veuropéia Says:

    ia zoar aqui, mas to sem inspiração…palhaço! humpf! 😉

  4. Rodrigo Rozendo Says:

    Direita, volver!

  5. Fernando Rodrigues Says:

    concordo com Ana Lemos, será que teremos que abaixar a cabeça por ser do PT? e depois do Lula entrou no governo aumentou muito a corrupção, será que só alguns estão enganados com esse governo? se vc escolhe os melhores para trabalhar com você e não conhece seu carater? é de duvidar.
    abs

  6. acordahelvecia Says:

    PAC, BOLSA FAMÍLIA, BOLSA ESCOLA, OBRAS POR TODOS OS LADOS, TUDO FAZ PARTE DE NOSSOS IMPOSTOS, minha pergunta é simples:
    Alguém lembra de algo igual à essa Administração,… ou alguém fazia idéia do que representava os nossos impostos em Governos anteriores? então reciocinem antes de julgarem, estes feitos, embora alguns não seja de minha concordância me mostra o quanto nos faltaram com clareza nos Governos anteriores; outra pergunta: Com tanta falta de clareza isso não significa até mais corrupção? Quero parabenizar ao Governo LULA pela transparência em seu Governo, poder não significa proteção nem impunidade, com o LULA quem fez pagou, nosso dinheiro está aí Ó, só quem não ver é cego, sou a favor da Imprensa, mais a maioria quer tapar os nossos olhos.

  7. Ana Lemos Says:

    acordahelvecia falando em falta de clareza…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: